domingo, fevereiro 25, 2007

No Guincho

Fomos passear ao Guincho! Saímos de casa, porque as nuvens estavam a dar lugar ao azul e o sol espreitava... timido, mas espreitava! Assim que nos metemos na A5... Hummm...pingas no vidro, mas voltar para trás não era opção!

Soube bem, fez bem e claro, já no regresso a casa parou de chover, mas já era hora de almoçar!










2 comentários:

Anónimo disse...

Ai comadre,

Estou para saber como é que tu chegaste até ao Guincho se foste a conduzir nos preparos que mostras!

A vossa viatura já tem sistema GPS ou seguiste o cheiro a maresia enquanto os outros condutores, freneticamente, tentavam escapar?

Que bom saber-vos bem! E que auspicioso regresso às lides do teu blog também (a propósito, cheirou-me a café e a ferrero rocher trazido pelo Ambrósio...)

Beijocas,
Compadre

PS - Um destes dias tenho de pedir à "minh'afilhadatuafilha" que venha alimentar o padrinho, pois eu, ao contrário dos peixinhos de aquário, acho que vou conseguir aguentar o impacto!!!!!

Ti Toi disse...

Hmmmm... já não vinha espreitar pelo buraquinho da fechadura há algum tempo... isto de um gajo ver-se a braços com um casamento, uma compra de uma casa e a sombra de uma OPA a assombrar o futuro tem muito que se lhe diga...

Não me digas que o telemóvel berrou e ficaste chateada comigo...

Já há muito tempo que não vou ao Guincho, desde que me mudei de Lisboa. Gostava de lá ir sozinho, parar o carro e ficar ali a pensar na vidinha ouvir as ondas e o vento...

Jokas grandes para ti e para a I, que já deve estar uma grande mulher.