quarta-feira, novembro 15, 2006

Marillion é Fish!

Sábado, o esperado 11 de Novembro…
Há uns tempos atrás descobri que na comemoração dos 20 anos do "Misplaced Childhood", dos Marillion, o Fish, antigo vocalista o grupo, viria fazer um concerto. Corri logo a falar com o meu compadre, para ver se ele queria alinhar, sendo ele a única pessoa que conheço, de momento que gosta do género. Acho que foi a melhor notícia que lhe dei nos últimos tempos!
Entre a compra dos bilhetes e a ansiedade o tempo lá foi passando e o último sábado chegou.
Estive todo o dia à espera da noite!
Lembro-me que quando conheci a música dos Marillion, pensei que era um dos concertos que mais gostaria de ver e não pensei que passados 15 anos fosse concretizar este sonho!Principalmente, com Fish a cantar, claro que não foram todas as músicas, nem tão pouco as que mais gosto, mas foi um álbum importante para mim e que marcou uma fase da minha vida!
Certo que a primeira parte não mexeu muito comigo, uma vez que não conheço a carreira a solo do senhor, mas ver aquela figura entrar no palco, muito alto, barrigudo e desengonçado QB e ouvir aquela voz, típica de todos os álbuns de Marillion que figuram na minha prateleira, foi algo de inexplicável, só mesmo entendido por quem gosta e lá esteve!
Das 21.40 ás 0.32 foi um turbilhão de sensações, principalmente a última parte, que foi mesmo o álbum e uns extras nos 2 regressos ao palco da Aula Magna, depois de o pessoal ao rubro pedir o regresso. Revivi a fase dos meus 15 – 20 anos, que foi a fase em que mais consumi as músicas deste grupo, que me acompanharam numa das fases mais importantes da minha vida!
Muito bom!
No regresso a casa, tive pena de me ter esquecido de levar para o carro um cd deles, porque depois de ter adormecido e de ter acordado 20 minutos antes da hora combinada, de só ter tido tempo de calçar o que primeiro encontrei, uns sapatos de salto alto e de ter saído a voar, sentindo que ainda não tinha o cérebro a funcionar, a última coisa de que me passou pela cabeça foi agarrar num cd para levar!
O dia foi em grande e terminou desta forma fabulosa!

Poderia falar do meu domingo maravilhoso, com uma série de pormenores proibidos, mas é melhor não, vou guardar apenas este sábado aqui e o domingo mantenho-o na memória!

2 comentários:

Anónimo disse...

Ainda estou a levitar, comadre... ainda estou a levitar.
I was walking in the park, dreaming of a spark...
E ainda bem que o domingo também foi FISH à sua maneira especial!
Beijocas e foi muita bom rever-te... tás fantástica (as always) e espero que te tenhas mesmo divertido.
Eu... ainda hoje estive quase quase a ir jogar à bola com uns putos, como fazia nos tempos antigos, para depois chegar a casa, tomar uma banhoca, com a aparelhagem ligada em altos berros e o LP dos Marillion, o tal, a tocar.
Muita azulejo parti eu naquela casa-de-banho, caraças, a cantar aquelas músicas... e que figuras tristes fiz no concerto. Só que, perante uma emoção daquelas, foi mesmo um regresso a uma Misplaced Childhood (ou Youthood, para sermos mais correctos).
Ah... e by the way... as bolas de berlin... fantásticas!!!!! O final soberbo de uma noite de conto de fadas no espectacular reino de Sir Fish.
3 Vivas a Fish!!!!!!
Fish!
Fish!
Fish!

(desculpa, mas não me contive)

beijinhos, as usual
compadre

nica disse...

Caro compadre,
tendo em vista os últimos e bem atribulados acontecimentos que têm composto a tua vida, foi uma delicia ver a tua alegria perante tal espectáculo. Acredito que não tão delicioso quanto essas bolas de berlim, mas pronto, não se pode ter tudo...E como, não sou velha, mas não caminho para nova, dá lá o teu NIB, não vá cair no esquecimento uma parte importante de toda esta história!
Beijinhos aceites & retribuidos
Comadre